domingo, 2 de janeiro de 2011

Por vezes, consigo imaginar a inexistência.
 Coloco-me em perspectiva, no espaço, a ver o planeta Terra
...de seguida, imagino-o a comprimir-seeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
... até que desaparece...nesse instante, deixo de existir... 




--»  Mas se penso logo existo. [Descartes]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Be my guest! (^,^)